Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de maio de 2011

Maciez = Flacidez

Luísa deitada no braço do pai:
-"Nossa, pai, seu "baço" é "dulo"!"
Resolve então deitar em mim.
-"Ai, mãe, você é tão macia!!"

Será que tô precisando URGENTE de uma academia?
Difícil é aguentar marido tirando sarro e se achando.

segunda-feira, 30 de maio de 2011

E aí que...

E aí que Luísa aprendeu mais duas letras do alfabeto:
T de trem e V de Valentina. Ai que emoção, né?

E aí que amanhã ficam prontos todos os exames dela: raio x dos punhos e das mãos, ultrassom das mamas, pelve e abdomen total e o exame de sangue. Temos consulta na quinta-feira a tarde com a gineco-infantil. Depois conto tudo detalhadamente, mas acredito que tenha sido um alarme falso, já que "os peitinho" desapareceram.

E aí que estou sofrendo horrores aqui em casa porque perdi minha identidade. Luísa não me chama mais de mãe, e sim de Tia Fávia, Tia Qis, Tia Ana...pois é. Quando chega da escola, continua brincando de escola. Será que gosta de lá então? Humpf!

E aí que com esse frio, lembram que o quarto da Luísa é o mais gelado da casa e que já pensamos mil coisas para bloquear a friagem que ali fica? Pois ontem achamos a solução. Bom, pelo menos cogitamos uma! Decidimos pensar em levar a cama da Lulú para nosso quarto, assim, montamos ali um albergão? um cafofo quentinho? um quarto de todos?
Será que funciona?

sábado, 28 de maio de 2011

De mãe para filha, só entre nós...

-"Luísa, pára de comer meléca, filha!"
- "Não, mãe. Não é meléca. É aguinha só!"

Já perceberam que essa história de comer meléca persiste, né?
Já nem sei mais o que falar.
Resolvi deixar que os outros falem daqui pra frente.

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Mocinha? Nem pensar!!!

Há duas semanas atrás percebi uma manchinha na calcinha da Luísa que parecia corrimento. Liguei para o pediatra, que me pediu para vê-la no mesmo dia. Examinando minha filha, ele constatou que era mesmo um corrimento, e que poderia ser decorrente de má higienização. Perguntou como eu a limpava após o cocô e eu disse que "por trás" - que é a maneira correta. A próxima pergunta foi se na escola as tias também a limpavam da maneira correta. Bom, como a Lú não faz cocô na escola, descartamos essa hipótese. Então ligamos aquilo ao fato dela às vezes tomar banho sentada no chão do banheiro. Todos sabemos que isso não é realmente saudável, mas impossível controlar uma criança todas as vezes.
Então fui indicada a "deixar a piriquita dela de molho" com água morna e flogo-rosa e usar um sabonete íntimo (Lucretin infantil), e se ao final daquela semana não tivéssemos uma melhora, teríamos que "colher o material".

Pois bem, no final daquela semana minha filha reclamou que o peito doía.
Gente, qual não foi minha surpresa quando coloquei minhas mãos nos peitinhos dela e percebi dois gângliozinhos ali. Duas bolinhas mesmo! Dois peitinhos mesmo!
Lá vai eu novamente no dia seguinte telefonar para o pediatra, que me disse assim:
-"Procure a Dra. Enicler, ginecologista infantil".

Bom, enfim, marquei consulta para o mesmo dia e lá fomos nós.
Após examinar a Luísa, a médica me disse que hoje em dia está cada vez mais comum crianças começarem a produzir o estrogênio - hormônio feminino - em excesso. Não se sabe ainda se é pela alimentação, ou pela genética, mas está em estudo.

Obs.: só na escola da Luísa, ela é a 4a. criança este ano a apresentar os mesmos sintomas.

Assim sendo, semana que vem saem os resultados dos exames solicitados: sangue, ultrassom das mamas, pelve, abdômen total, e raio X da parte óssea.
Conto aqui depois.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Meu alfabeto

A - de tia Ana
B - de Buno, de meu tio
C - de Conrado, de Cesar, de Caule e de cocô
D - de Dani
E - de elefante
F - de mamãe
J - de Jéssica
K - de Keka
L - de Luísa e de José Lucas
M - de Marilia
N - de nariz
O - de ovo
P - de Pedro e de pum
R - de minha vó
S - de salsicha
U - de uva
X - de Xuxa e de xixi

Para uma criança de 3 anos tá bom já saber tudo isso, né?
Belezinha minha!

domingo, 22 de maio de 2011

E o tempo mostrou

Levaram plenos 3 anos e 5 meses para esta mãe aqui descobrir que cabelo cacheado não se penteia.
Eu tinha o costume de, após o banho, creme pra pentear e tudo, ainda teimar em passar uma escova nos cabelos da Lulú. E percebi que ultimamente aquilo ficava rebelde de tudo. Arrepiado. Espichado.

Até que, conversando com uma conhecida, dona de cabelos igualmente cacheados e lindos e ajeitados, ela insistiu - o que já havia sido feito várias outras vezes anteriormente - que cabelos cacheados a gente só passa os dedos. E pronto.

Teste feito hoje pela manhã, Luísa saiu de casa com os cabelos mais perfeitos e ajeitados do momento. As fotos eu posto assim que alguém me passá-las.

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Lançamento - êba!!!

E para quem gosta do Tempo de Brincar, aqui vai a dica. Estamos ansiosos. Até papai está.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

quiz

O que você faz quando está no banheiro, no meio do número 2, e sua filha de três anos e meio chega correndo e chorando, querendo também fazer o número 2, dizendo que está quase fazendo cocô na calça? O outro banheiro fica no andar de cima.

(a) pede pra que ela espere só mais um pouquinho e aí você dá o lugar pra ela
(b) pede pra que ela vá ao andar de cima sozinha no escuro
(c) levanta correndo e dá logo o lugar pra ela
?
?
Ai mães, mães, mães....somos todas iguais!

Nome feio

Quem me conhece sabe que acho meu nome do meio horrível. A combinação mais brega que existe. (Me desculpem as "Kelis" e as Fernanda Kelis, se houverem!).

E semana passada descobri que os amiguinhos da escola também sabem meu nome inteiro. Luísa chegou em casa me contando que o João Vitoi e o César ficalam fazendo gaça com seu nome, mamãe!
Como assim? Achei que essa fase ia demorar a chegar! Imagine quando repararem que seu pai tem tranças nos cabelos, filha?

Os amigos imaginários reais

As coisas andam bem mais fáceis por aqui. Aquela dependência que Luísa tinha para que eu brincasse com ela o tempo todo já passou.
Hoje ela brinca bem, e muito, sozinha e com seus amiguinhos imaginários reais.

Imaginários reais são os amiguinhos da escola, que "pairam" por aqui o tempo todo.
É César pra cá, Conrado e João Vitoi pra lá, e na grande maioria das vezes, ela está dando bronca em todos.

Ah, e os "bebês" também têm sido grandes companheiros nas brincadeiras. O "Gutavo" é o preferido. É o filho, ora o irmão dela, mas está sempre presente.
E vá se meter na brincadeira! Foi chamada? Não? Então fica na sua aí, mamãe!

Isso me dá um certo alívio, pois consigo fazer algumas coisas aqui em casa que antes não conseguia. Tomar banho sozinha, de porta fechada e sem ser interrompida era impossível. Fazer o jantar sem deixar o alho queimar era raro.
Hoje tá tudo mais tranquilo.
Não que a gente não brinque muito. Brincamos sim. Assistimos tv, brincamos no tapete da sala, conto histórias, vamos dormir tarde, mas com um pouco mais de independência.

domingo, 15 de maio de 2011

Da pérola, do circo e do eisbein

Já faz um tempinho que não consigo passar em frente a um Boticário sem ter que parar e fazer maquiagem completa na Lulú.
E dia desses, saindo de mais uma super produção, usando um brilho labial pink brihante, Luísa me beija pra deixar marquinha e logo em seguida diz:

"Mamãe, eu num vô beijá meu pai puquê éle é pêto.
"O que, filha? E o que tem que o papai é preto?
"É puiquê a maiquinha não apalece, ué"

***********

E ontem fomos ao circo. Luísa, eu, papai e vô preto. E quem menos se divertiu por lá foi ela! Barulho de palhaço que assusta, globo da morte que assusta, enfim, acho que o susto todo era sono mesmo, porque foi "arredá" o pé de lá que ela dormiu, no carro mesmo. Isso eram seis da tarde, e só foi acordar às 8 da manhã de hoje.
Taí uma coisa que nunca pude reclamar na vida. Luísa dorme muuuuito. Costumamos dizer que ela tira os fins de semana pra tirar o atraso do sono da semana. Uma maravilha! Aproveitei pra tirar o meu atraso também.

************

E domingão que se preze é almoçado na casa da vovó Rose e Luísa mandou ver um "eisbein" com batatas. Gordura pura na minha opinião, a pessoa aqui não tem nem coragem de experimentar aquele joelhão feio. Mas Luísa não! Nunca vi gostar tanto de carne.
Taí outra coisa que nunca pude reclamar na vida. Luísa come de tudo e sempre comeu bem. Das coisas mais saudáveis às mais gordurentas, procuramos nos dias de semana fazer uma alimentação bem adequada, assim, nos finais de semana podemos relaxar um pouquinho, né?

sábado, 14 de maio de 2011

Das pérolas que vivemos

E já que este blog sobrevive ultimamente de pérolas...sim, porque na idade que a Lú está, vivemos muito mesmo de pérolas. E pérolas deliciosas!

Dia desses Luísa levou um escorregão no tapete da cozinha e levantou chorando.
Nada aconteceu, levando em conta a mãnha, pois havia acabado de acordar e tal.

Mais tarde, descendo as escadas do prédio eu comentei com ela:
-"AAAAuuuummm, tadinha! Você caiu na cozinha, filha!! Tomou um susto, né?
E ela, mais óbvia possível:
-"Não, mãe, tomei um tombo!" 

Eles nos observam o tempo todo

video

Já pararam pra pensar no quanto nos surpreendemos com as observações dos nossos filhos? Observações no sentido real de "observar" tudo e todos. É muito comum nos pegarmos falando que "só comentei tal coisa uma vez na vida e ela já gravou!". Uma simples mudança, um simples nome, um único detalhe. Ouvimos sempre que crianças são verdadeiras "esponjinhas". E não são mesmo? Chegamos até ter dúvidas se nosso filho não é inteligente demais pra idade, se não é um super gênio. Não é mesmo?
Este vídeo me impressionou muito.
Me fez pensar no quão importante são nossos atos. No cuidado que devemos ter quando falamos, pensamos e agimos diante de pessoíssimas tão observadoras. Somos exemplos. Causamos impacto. Criamos sêres humanos.
They watch us all the time...

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Mamaço

Tardei, mas não foi culpa minha, e sim do blogger.
Aqui estão algumas das fotos mais gostosas da minha vida.



Só mamava sentada...

terça-feira, 10 de maio de 2011

ChiCLEtsh - o prazer de aprender a falar corretamente

Luísa tinha 2 anos e meio quando a fono da escola me chamou para conversar sobre sua preocupação com a fala dela. Tinha a linguinha um pouco presa provavelmente proveniente do uso do "copo com bico". Disse que aquilo era muito pior que mamadeira e tal. Tentamos em conjunto tirar o copo com bico e inserir o copo comum, o que foi uma ação temporária e frustrada, já que Luísa passou a não aceitar o leite na escola e não quis saber do tetê em copo comum aqui em casa. Deixei pra lá, levando em conta que ela tinha apenas 2 anos.

Luísa fala super bem pela idade que tem.
Claro que não fala os Rs ainda e se enrola com algumas palavrinhas (computador, por exemplo, continua pucadôi, e eu adoro!). Mas ela descobriu que consegue falar os "cl"s e "pl"s, e então abusa das palavrinhas e capricha na hora de pronunciá-las.

"Chiclete" sai chiCLEtsh, com a pronúncia do CLE muito forte e colocando a língua pra fora. Vamos lá, todo mundo imitando pra ver como sai: chiCLEtsh!!!
"Play" sai do mesmo jeito, caprichadíssimo e com a língua trabalhando pra fora da boca.
"Blue", "black", e assim por diante.

Eu curto, morro de rir e vibro com a novidade: "Filha, você consegue falar direitinho!! u-huuuu".

Outra novidade por aqui é que ela reconhece uma parte significativa das letras do alfabeto. E domingo ela fez direitinho o "L" de Luísa e o "F" de mamãe.....(oi?).
E ontem, tentando fazer com que ela aprendesse a fazer o "R" de vovó Rose:
-"Filha, vamos fazer o "R" da vovó Rose?
-" Vâââmos" - ela sabe o plural direitinho de tudo.
-" Olha, então você faz uma perninha assim"I", depois uma barriguinha assim "P" e depois outra perninha "R".
E ela:
-"Mãe, agora faz o peito da vovó?!"
Ui....

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Filha bipolar

Depois do orgulho que senti da Lulú ontem com a frase do post anterior, hoje ela me solta essa, durante uma competiçãozinha pra ver quem terminava de comer primeiro:
-"Pai, ganha da minha mãe?
- Não filha, aqui ninguém ganha nem perde, só aprende, não é mesmo?
- Não, pai. Aqui ninguém "péide" e ninguém "apende" nada, só ganha! Ganhei!!!"
Minha figurinha!

domingo, 8 de maio de 2011

Frase TOP V.I.P.

"Mãe, não é "veidade" que ninguém ganha e ninguém "péide", só "apende"."

Reconheço que esta deve ter vindo da escolinha, ou do professor de educação física, mas ainda continuo muito magoada pela falta de homenagem às mães na escola.
Na verdade tô muito puta mesmo.

Agora me dá licença que vou ali dar uma mordida na minha filha linda.

All you need is love...

Fiquei me imaginando ver a mesma cena, só que com a Luísa.
Santo Deus! Que medo que me deu!
Já repararam como as coisas estão aceleradas demais, se comparadas com o nosso tempo?

video


Vale a cara de "pegador" do menino! Sensacional!

sábado, 7 de maio de 2011

Sensibilidade à flor da pele II

Será que sou só eu que choro por qualquer coisa no Dia das Mães?
Ou tem mais alguém aí que se derrete até com o comercial da manteiga?
Com a nova história da filha?
Com os dois programas de tv no sábado à tarde?
Com a mensagem que leu no computador do vizinho?
Com o post do blog da amiga?
Com o cabelo que não desembaraça?
Com o cliente que te deu uma bronca?
Com o fato de ter ignorado uma pergunta da filha num momento de "Quero paz, durma!"
Pelo fato do Blu não saber voar?
Por ter descoberto que o marido ainda não comprou o seu presente?
Só eu que sou assim?

Sensibilidade à flor da pele

Acúmulos de serviços me deixam irritadíssima, e acabo não fazendo bem nem uma coisa nem as outras mil.
E aí é claro que todo mundo aqui em casa percebe. Tento disfarçar, engulo algumas coisas, faço cara de contente, devo soltar sorrisos amarelos, mas ninguém é bobo não. Nem minha filha.

Na hora de dormir, já de banho tomado, e mais da metade dos afazeres feitos, deitei na cama e chamei a Lulú pra conversar:
-"Filha, olha pra mim.
Desculpa por hoje, viu? É que a mamãe tá cansada, tem um monte de coisas pra fazer e que...."
Os olhinhos dela se encheram de lágrimas, o beicinho cresceu e ela começou a chorar muito, deitando a cabecinha em mim, me abraçando e me olhando.

Luísa, como eu, é super emotiva e mega sentimental. E isso só me faz crer cada vez mais que temos que mostrar aos nossos filhos o nosso melhor, pois o poder de absorção deles é imenso.

"Filha, fico feliz em saber que você é sensível e capaz de mostrar seus sentimentos, mas por outro lado, filha, a gente paga cada mico! Te amo!"

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Mãe...

... o sentimento mais doce e puro.
Feliz Dia das Mães!

quinta-feira, 5 de maio de 2011

Cadê a festinha?

Olha, vou confessar:
sou mimada e sou carente mesmo!
sou sentimental, sensível e rancorosa!
quando fico chateada fecho a cara e todo mundo percebe!
E tenho uma filha só!


Na programação da escola da Lulú está escrito que na segunda-feira após o dia das mães haverá comemoração. E esta semana tenho insistido todos os dias com ela se haverá festinha e ela diz que não. Pois bem, não contente, hoje perguntei pra tia, que me disse que realmente não haverá festinha. Mais tarde, conversando com a coordenadora, ela me explicou que não haverá nada mesmo, pois é muito difícil agradar todo mundo, que os pais reclamam de tudo e que chegam atrasados ou que nem comparecem, sendo assim as crianças ficam chateadas e blábláblá, blábláblá....

Poxa vida! Ela nem pensou na grandissíssima maioria que SEMPRE comparece!
Se ela tivesse justificado que tem crianças ali que não têm mãe, aí tudo bem, eu entenderia perfeitamente. Mas pelos motivos apresentados não. Mil vezes não. E estou mega frustrada hoje ok?

quarta-feira, 4 de maio de 2011

A brinquedolândia é aqui!

Nossa casa anda uma bagunça!
Tem brinquedos por todos os lados, tem lápis e papel em todos os cômodos, e eu tropeço em tudo.
Pois bem, isso me enlouquece!

terça-feira, 3 de maio de 2011

Vem lá de fora...vem aqui de dentro.

E quando as palavras chegam na sua casa e você nem sabe de onde vieram?
-"Sua malia vai cuás ôtas!"

-"Olha, mããããe! Palece um dinossaulo rex!!"

Como toda criança, Luísa está atenta à tudo.
Curiosa que só, não deixa passar mais nada que não saiba o significado. E haja jogo de cintura e sabedoria pra responder à tudo, sem pestanejar.

-"Mamãe, o coelho móla na toca, e o índio, na óca, né?"
-"Tatôi tem póita?"

Minha-nossa-senhora-dos-muitos-detalhes, HELP!
Agora, o que matam são as pegadinhas! Essas nos atacam com as calças curtas e descalças, nénão?
Na Páscoa, Luísa ganhou dois ovos da Barbie com Barbies dentro.
Perguntinhas:
-"Mãe, o que vem do ovo?"
-" A galinha, filha."
-"Nããão, é a Baibie!"
-"Mãe, o que nassssce do ovo?"
E eu muito besta:
-"A Barbie, filha."
-"Nããão, é o pintinhoooo!"

E os bolas foras que a gente dá, hein? Puts, estes são quase irreparáveis.
Ontem mesmo, marido pegou um pedacinho de ovo de Páscoa, comeu metadinha e deixou a outra em cima da mesa. Eu passei por ali e comi o pedacinho. Mais tarde, quando ele deu falta do pedaço, perguntou se eu tinha comido. E eu disse que não, mas logo soltei uma risada baixinha pra Luísa dizendo "fui eu sim! hihihi...".
E ela:
"Óóóóia, você inganô meu paaaaaaaai!"

Diante de tantas descobertas, tantas novidades, tudo é festa! Tudo é assunto pra ser contado com empolgação. E é tão gostoso quando alguém se empolga com algo que contamos, né?
Cansa dar explicação e satisfação de tudo o tempo todo, porque tem horas que você quer ficar em silêncio, mas aqui com a gente, impossível. Então, o que a gente faz? Dá trela. E como a gente se divirte!





domingo, 1 de maio de 2011

As mortes do Bidu e da formiguinha...

Luísa já entende o que é morte. Perdeu a bisa e o Bidu já.
Nos dois casos, ambos estavam doente e morreram. Foram pro céu, para que o Papai do Céu cuide deles direitinho. Essa é a história que ela sabe.
E sabe também que lá tem festa, e que os dois se encontraram com a vovó Isabel e a vovó Luisa, e que todos estão bem, mas...que não voltam mais.

Pausa pra dizer que a bisa sim morreu velhinha, mas o Bidu não. O cachorrinho de 2 meses de vida, morreu atropelado em frente à casa do vovô Preto. Mas não precisava ser tão tágica pra ela, precisava?

Aí recebi este e-mail de uma amiga, e tá bom que o filme é engraçadinho, mas eu nunca faria com ninguém o que a mulher do vídeo fez com o menininho, que estava realmente triste com a morte da formiguinha. Não acho que estou dramatizando a coisa, mas acho de uma insensibilidade enorme o que ela fez. Sem causar polêmica, é só uma opinião minha.


video
Detalhe: o irmãozinho nunca mais mata uma formiguinha na vida! hiihih...
Não deixa de ser engraçadinho.

Ela está mesmo crescendo...

Ontem ganhamos dois convites de última hora para assistirmos ao show do Djavan e Maria Gadú aqui em Sorocaba. E como foi de última hora, tive que correr e pedir pra que minha mãe ficasse com a Luísa.
Sei das alterações que isso provoca na agenda dos meus pais, pois aos sábados eles sempre saem com os amigos. Mas fiquei feliz porque nâo teve alteração! Eles saíram com os amigos e levaram a Lulú.

Relatos da minha mãe: "ah, ela não fica muito tempo sozinha no espaço kids. Tem medo. Ia e vinha de lá. Mas não deu trabalho algum. Chegou, dormiu, e depois veio pra minha cama."

Relatos do meu pai: "olha, se alguém falar que ela deu trabalho, tá mentindo!. Ela não tava nem aí. Brincou pra caramba, ia e vinha dos brinquedos, conversava comigo e com o Maia, comeu dois pedaços de pizza e tomou quase uma lata inteira de Fanta Uva. Chegou, dormiu."

Obs.: Maia é um amigo do meu pai que a Luísa adora e tem uma super afinidade.

Claro que mamãe e papai aqui curtiram bastante o show.
Claro que não deixamos de falar dela lá.
Claro que eu fiquei com vontade de ligar no celular da minha mãe pra saber como a Lulú estava se saindo, mas não liguei.
Claro que vamos fazer isso mais vezes.
(hihihi, desculpa mãe!)
*******************

Lulú tá crescendo!
Já entende bem e aceita nossos compromissos. Não disse à ela que íamos a um show, claro, pois aí também já seria demais. Primeiro disse que eu e papai íamos sair pra namorar um pouquinho, e ela ficaria com a vovó e vovô. Vendo a reação de "carinha com sorrisinho chateado" dela, disse que tínhamos um compromisso só de adultos, e que seria chato pra ela. Enfim...aquele blabláblá todo. Foi chegar na vovó, meus pais já começaram a agitá-la para a pizza, e pronto! Tchau mãe! tchau pai! e ufa! Deu tudo certo.
Difícil mesmo é ter ido dormir super tarde e passar o dia empurrando-o com a barriga. Mas valeu!