Pesquisar este blog

quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

Relato do descobrimento (até aqui...)

Porque quando é com você, a dúvida que se tem é se há uma ou duas linhas azuis, principalmente porque a segunda linha (e crucial) é sempre mais clara que a primeira.



Então só quando se tem ESTE resultado nas mãos, você tem certeza que a segunda linha do teste anterior pode mesmo ser mais clara que a outra.




Papai:
- "Luísa, a mamãe está grávida!"
Lulú, que me olha com cara de desconfiada, sorriso tímido no rosto e se encolhendo toda, diz:
- "Ô mãããe, posso assistir Carrossel?"
Papai:
- "Luísa, é sério! Mamãe está grávida!"
Lulú, ainda se encolhendo toda, se escondendo, se contorcendo, diz:
- "É sério, mamãe?"

A reação dela, à princípio, foi assim: desconfiada. Desconfortável. Desacreditada.
Resolvemos então deixá-la à vontade e paramos o assunto. Sentei-me ao lado dela no sofá da sala e então ela se aproximou:
- "É sério mesmo, mamãe? Você tá grávida?"
- "É sério, filha! Você não queria? Então..."
Pronto!
Bastou!
Luísa colocou imediatamente a mãozinha na minha barriga e disse:
- "Oi meu irmão! Meu anjinho! Sua irmã mais velha tá aqui!"
E beijou, e beijou, e beijou minha barriga....
Depois disso, ainda veio umas três vezes me perguntar se não era mentira do papai.

- "Mas por que sua barriga não está grande? É menino ou menina? Quando ele vai sair da sua barriga?"
Conforme fui explicando, a fichinha dela foi caindo, e hoje, 2 dias após receber a notícia, Luísa está feliz demais!  Já contou para a escola inteira e já me dita regras, do tipo "não beba chá, porque meu irmãozinho pode beber só leite; você vai alimentar o bebê agora, né? você não pode dar aula de capoeira porque senão machuca o meu irmãozinho...". E assim por diante.

Hoje, quando acordou, disse que ela não era mais o bebê da casa, e sim, a irmã mais velha. Grande mudança!!

Estou provavelmente de 4 semanas. Não fiz ultrassom ainda. Consegui marcar médico só para o dia cinco de março.
Sei que não devo me preocupar com certas coisas, mas as reações das pessoas são as mais diversas. Terei meu segundo filho aos 40 anos de idade. Sou uma pessoa saudável e farei de tudo para que seja um parto normal bem mais humanizado que o primeiro.

Estamos muito felizes!!
Entrei para o time das mães dos segundinhos.

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Como explicar para uma criança que camisinha não é de comer?

-"Filha, não sei o que é isso, mas tenho certeza que não é de comer..."

E acabou o assunto.
E morri de rir.

Eis que sábado pela manhã, Luísa entra no quarto do meu irmão, pega uma cartela com três camisinhas Blowtex de morango que estavam na cômoda e quer saber o que é. Ah gente! Eu simplesmente achei muito complexo explicar o que era aquilo, e disse que não tinha a menor ideia. Ela então me fala com a maior cara de "dãããrrr":

-"Mãe, tá escrito aqui! Leia! Começa com B!"

Pare e imagine a mãe com cara de bosta.
Pronto.
Li "Blowtex" e insisti em dizer que não sabia o que era aquilo.
Pois então Luísa emburrou e fez um bico gigante, uma cara de vítima daquelas e me disse:
-"Eu quero comer...", acreditando que aquilo deveria ser uma deliciosa balinha de morango.

Bom, ela continua sem saber para quê serve a camisinha, e eu, juro que não me arrependo de não ter explicado à ela.
E Você? Já explicaria bonitinho para uma criança de 5 anos?

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Para deixar registrado

Esta semana, o Mamatraca publicou um vídeo fofo com as nossas crianças. Claro que Luísa está lá. Não poderia ficar de fora.
Então olha aí no link, que coisa mais linda.
O que acontece com os balões quando eles voam?

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

E não é que eu estava errada!!

Informação é tudo, minha gente. Mesmo que atrasada!

Estou desde sábado passado tentando escrever sobre minha participação em uma roda de conversa na Bem Gerar e sobre minha descoberta de que meu parto não foi tão humanizado como eu pensava.
Que tricotomia, episiotomia, a posição na qual me colocaram, a ruptura artificial da minha bolsa e Kristeller não fazem parte de um parto legal.

Para quem não sabe do que se tratam as intervenções acima citadas, vamos lá:

Tricotomia - é a raspagem dos pêlos pubianos.
Isto não reduz a incidência de infecções. Na verdade, gostamos deste ato, pois "ficamos mais bonitinhas" na filmagem, né? Quando os pêlos começam a crescer, tornam-se mais um incômodo na vida da mãe (já que normalmente este procedimento é feito com um belo giletão).

Episiotomia: aquele cortinho danado na abertura da vagina, que fazem para aumentar o canal de parto. A recuperação é chata e pode inflamar. Fora que a cicatriz pode afetar o prazer sexual e até a bexiga. O corte não é superficial.
No meu caso, quando espirro, faço xixi. Tenho certeza que a episio foi a causadora disso!

Ruptura artificial da bolsa: A minha não estourou. Ela furou! Aí veio a dona enfermeira e "arrebentou" minha bolsa com um instrumento muito parecido com uma agulha de tricô. Este procedimento tem como objetivo apressar o parto. E só.

Quanto à posição, a mulher deve ter liberdade de movimentos. A posição deitada de costas aumenta a dor, desfavorece a descida do bebê e ainda, aumenta a possibilidade de lesões na vagina. Nas posições verticais, como de cócoras ou sentada, a gravidade ajuda. Não faz sentido?

E por fim, a Manobra de Kristeller: é quando alguém (geralmente aquela pessoa que tem os braços mais fortes da sala de parto) resolve "ajudar" o bebê a sair da sua barriga "trepando" nela. Uma manobra condenada em qualquer situação, porém, muito usada ainda em alguns hospitais.
Inclusive aquele onde Lulú nasceu.


Mas enfim, de uma maneira ou de outra, tive um parto normal, tive meu marido comigo o tempo todo, tive minha filha prematura perfeita, e acima de tudo, recomendo o parto normal SEM PESTANEJAR!



sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

Soletrando

Estamos numa fase muito gostosa. Luísa, que já sabe há tempos o algabeto, agora começou a soletrar tudo o que vê na rua. Uma delícia! É diversão garantida!!!

- "Mamãe, ó: D-R-O-G-A-S-I-L          Far-má-cia!!!"

Em frente a uma loja de roupas:
- "P-R-O-M-O-Ç-Ã-O             Mo-de-lo!!"

Ou seja, ela soletra e depois "lê" o que soletrou....
Não é uma gostosura mesmo??

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Relatos de Carnaval

Cêis lembram que eu disse que nosso Carnaval seria show? Que teríamos só programações boas? Pois bem: chequem isso!



No dia 10 assistimos uma apresentação de maracatu no Sesc. E depois dançamos muito. Não tem como ficar parada com um som daquele!


Depois teve um baita show com Tempo de Brincar e Canudo elétrico. O que eles fizeram foi adaptar o Saci, a Ciranda e os outros top mega sucessos (coisa mais linda de se ouvir) às marchinhas de Carnaval. Ficou lindo!


 
E no dia 11, participamos de uma oficina, também com o Tempo de Brincar, para confeccionarmos as saias de boizinhos e burrinhas e os chapéus do Bumba Meu Boi! Foi fantástico! Para quem não conhece esses dois (Valter Silva e elaine Buzato), corram atrás para conhecê-los. O trabalho deles é fascinante!
Segue fotos da oficina de hoje:

A turminha da oficina...

Elaine e Valter dando instruções para OS PAIS cortarem a cartolina dura para a cintura da saia...

Assim que pegou sua saia, Luísa ficou assim!

Pronta para começar. Boizinho como ele veio...

Mães ajudando na confecção e cortes de materiais...

Criançada empolgada...

Bóra costurar...

Detalhes finais: a pintura dos chifres...

Oi!
Olha como ficou!

E a boiada, pronta para brincar o último dia de Carnaval no Sesc Sorocaba.É hoje!!
 
 
 
 









 


sábado, 9 de fevereiro de 2013

Tá de mau humor? Veja isso!

video

Sei que muita gente já viu esse vídeo, mas tenho certeza que muitas ainda não viram e ainda por cima acordaram de mau humor hoje!
Então, se joguem na gargalhada desta família!

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Quanta coisa!!!!

São tantas as coisas que eu queria comentar aqui, e não estou encontrando tempo pra isso. Que bom, né?
Por outro lado tô é ficando frustrada por deixar passar tanta coisa e ter que permanecer calada.

- Estou achando o máximo essa movimentação toda das doulas, sabia?
Acho muito legal o trabalho delas. Não tive uma, mas por outro lado tive o apoio de uma super fono, especialista em amamentação, e que me deu dicas TÃO preciosas, TÃO válidas, que juro que gostaria de poder enfiar na cabeça de toda mulher-futura-mãe que AQUELE jeito é legal e deu certo, que o parto normal é mais fácil do que todas imaginam, que os pediatras fazem um filme de terror mesmo conosco, enfim...que sou super a favor das doulas e na minha próxima gravidez, se houver uma próxima, quero uma doula sim, sim e sim!

- Queria contar que fui convidada a dar um "relato" sobre meu parto na Bem Gerar, uma instituição que dá assistência à grávidas, mães e bebês.

"Grupo de profissionais que acredita que a gestação, parto e maternidade são experiências transformadoras e que podem ser vivenciadas  de forma consciente, ativa e natural.
Para isso, tem como missão atender de forma holística e humanizada as necessidades das gestantes, mães, bebês e famílias através de acolhimento, informação e prestação de serviços.
Um grupo de mães, amigas e profissionais que se lançou no empreendedorismo materno com força e profissionalismo."



- Queria contar que Luísa voltou a ficar na escola até às quatro da tarde e que isso me ajudou ABSURDAMENTE! Agora tenho mais tempo de fazer minhas coisas, que são milhares de coisas misturadas, e que quando Lulú chega, meu tempo é quase que só dela.
Estou em perfeita harmonia! NO STRESS at all!

- E queria falar também que tô fazendo uns ovos de Páscoa, que Deus me perdoe!! Que são o máximo da loucura! Todo recheado! Abarrotado mesmo de recheio! E não é que dei certo nisso? Por enquanto tô só nos testes, mas já tenho até encomenda! Venham aqui ver!!
Divino, né?

Agora preciso ir!
Beijos


domingo, 3 de fevereiro de 2013

E para o Carnaval, o que teremos?

Muita coisa booooooaaaaa e saudável!!!!

Eu mesma nunca fui de pular Carnaval em clubes. Nunca gostei, nunca fui incentivada a isso e, sinceramente, nunca me fez falta. Nada contra quem faz, quem gosta, mas taí uma coisa que não me chama a atenção.
Com Luísa acontece a mesma coisa, claro. Como eu e meu marido não somos "apaixonados" pelo Carnaval, geralmente passamos o feriado na praia, ou por aqui mesmo, fazendo nada. Delícia!

No ano passado, levei Luísa em sua estréia no Carnaval de rua. De bloco, sabe? Estréia de Luísa e minha também. E foi com o Tempo de Brincar, que para quem não conhece, é uma dupla fantástica, formada pelo casal Elaine Buzato e Valter Silva. O trabalho deles não é dedicado só para o público infantil. A intenção deles também é brincar e resgatar a criança adormecida em cada um dos pais, mães e afins, que acompanham os pequenos. E olha. A gente ama e se diverte. Mais até do que a própria criançada. Isso eu garanto.

Bom, mas ano passado brincamos no Bloco Tempo de Brincar e Quilombinho, que juntou marchinhas de carnaval, folclore e maracatu. FOI DEMAIS!

Este ano, o Tempo de Brincar, junto com o Canudo Elétrico, vai fazer a alegria da criançada, no Sesc Sorocaba, dias 10 e 12 de fevereiro, á partir das cinco da tarde, e nós estaremos lá!

No dia 10, participaremos de uma oficina para confecção de boizinhos (Bumba Meu Boi) e chapéus do boi. No Sesc também.
Grande Carnaval 2013 !