Pesquisar este blog

Carregando...

quarta-feira, 11 de março de 2015

Declaração de amor


"Mãe, não é mesmo que eu sou o café com leite dessa família? Você o leite, papai o café, e eu a mistura dos dois, na cor e no sangue? Te amo. Te amo, papai!"

E eu amo mais que pizza.

Mãe que chora

Sou daquelas que chora de emoção pra tudo: um caso particular e emocionante seu, o último capítulo de novela, final de semestre no trabalho, o primeiro dia de aula da filha e desenhos infantis. Este último item é especialmente o mais profundo. Choro de me acabar e chego a passar vergonha na saída do cinema, pois sempre tenho a impressão de que só eu chorei. Pra ajudar, Lulú faz questão de chamar minha atenção, no sentido "sabia que você ia chorando de novo, mãe!".
Bom, sendo assim, já estou me preparando para me acabar no filme Cinderela, que estreia agora em março. Bora pro cinema?


sexta-feira, 6 de março de 2015

Sobre o pum

Não, não estou doida, não. Afinal de contas, quem é que não solta pum?

Tenho que confessar que A-DO-RO o grau de intimidade e confiança que há aqui em casa entre Lulú e o pai. Sim, é só entre os dois mesmo, e eu explico.
Sou muito travada com relação à isso. Ao pum. Não consigo "liberar" na frente deles. Sou daquelas que quando sai de cada não consegue ir ao banheiro e fazer o número 2, e sei que muita gente é assim também.
Já contei em algum lugar aqui no blog sobre uma viagem que fiz à Europa com uma amiga, e que se fui ao banheiro 3 x em 1 mês, foi muito. Chegava a passar mal mesmo.
Na infância e adolescência costumava competir puns com uma outra amiga e chegávamos a gravar os nossos puns nesses gravadores antiiiiiiiiigos...

destes aqui, ó!

...e era uma farra! Coisa de quem era realmente muito íntimo.

E intimidade é o que não falta aqui em casa entre os dois. Acho legal - podem dizer ÉÉÉCA! , mas eu realmente acho legal. Talvez por eu ser do jeito que sou.


Viu?! Até a Branca de neve era peidorreira!



E as princesas também!
Imagens e textos extraídos do livro "Até as Princesas soltam pum", de Illan Brenman. Ilustrações Ionit Zilberman






quarta-feira, 4 de março de 2015

Minha liberdade de escolha


"Mãe, escolhe um adesivo pra você! Só não pode ser este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este, nem este ...
E nem este..... 
Ah, e este aqui também não!"

E então me sobrou aquele lá do cantinho direito da página, tão vendo?

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

As cuecas do papai

Organização é tudo. O cuidado, o carinho, a neura que temos com relação à lavagem das roupas dos nossos filhos quando bebês são significativos. Sabão de coco, lavagem à mão, quem não fez isso? Quem tinha coragem de colocar aquelas roupas mais lindinhas na máquina de lavar? Eu não tinha! Me lembro de lavar todas as roupas da Luísa e depois deixá-las um pouquinho de molho em amaciante para bebês. Que delícia de cheirinho.

Com o passar do tempo e a criação de anticorpos, comecei a lavar as roupas dela na máquina, com sabão normal, mas sempre separadas das nossas. Continuava com o amaciante para bebês, só por causa do cheirinho. Com mais um pouco de tempo passado, tive que deixar o amaciante de lado, pois Luísa adquiriu uma alergia respiratória que me fez excluir tudo quanto era cheirinho gostoso.

Hoje as coisas são bem diferentes. Com a correria dos meus dias, por conta de horários apertados, me dou ao trabalho de separar as roupas aqui de casa por cores só, mas todas juntas: as minhas, as da Luísa e as do marido. Lavo as brancas (incluindo calcinhas e cuecas brancas)....as pretas (incluindo calcinhas e cuecas pretas)...as coloridas (incluindo calcinhas coloridas)....os panos de cozinha...os panos de chão....as toalhas e lençóis de cama...e é isso.

Só que foi Carnaval, gente!!! Época de tirar as fantasias da Lulú do guarda roupas e botar pra sambar: na escola e no Sesc. O problema foi na hora de lavá-las! Com a correria dos meus dias, por conta de horários apertados, coloquei a capa de Elsa (Frozen) na máquina de lavar, junto com algumas outras peças coloridas. Misturei também umas cuecas brancas e pretas do marido, umas calcinhas minhas e uma bermudinha jeans. O resultado foi catastrófico!!! Ficou tudo brilhante! Tudo com glitter! A bernudinha, as calcinhas, as peças coloridas e as cuecas do papai. E não é pouco glitter, não. É muito glitter!

Umas cinco cuecas com glitter enfeitam a gaveta dele.
E ele, ó:


Ficou felizão comigo....
Agora vou lá escovar as roupas todas...





quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015

Primeiras provas

Já faz mais de dez minutos que Lulú está assim: diz que estudando matemática.




Sempre disse que gostaria muito que Luísa puxasse o pai no quesito gostar de estudar, pois eu aqui nunca fui fã. E agorinha mesmo, saio do banho e me deparo com a cena acima: Sssshhhhhh....tô estudando matemática, mãe...

Só agora, no segundo ano do ensino fundamental é que ela vai começar a ter provas e paira no ar uma mistura de ansiedade e medo. Sei lá quem colocou isso nela: uma amiguinha que tem irmão mais velho, uma professora, não sei. O que importa é que acho que estou conseguindo tranquilizá-la e fazer com que se empolgue.

Esse cantinho da foto está super improvisado - por ela, claro! Meu objetivo é trocar a TV de lugar, comprar uma cadeira roxa que ela tanto quer, uma luminária bem fofa e liberar um espaço bom nesse canto para que ela ame ficar aí.
Encontrei umas ideias de cantinhos de estudo e divido aqui com vocês.
Estou me inspirando.





Não vejo a hora.

E no Carnaval o que é que teve?

Teve folia e maracatu, teve almoço em família, teve um dia de piscina, teve cineminha e teve um dia inteirinho de preguiça.