Pesquisar este blog

sexta-feira, 1 de março de 2013

Sobre a grávida revoltada, e de quando o problema é a avó da criança / chocando a blogosfera / escrevendo um livro / e por fim, começando o dia bem

#Grávida revoltada

"ABSURDO!
Tem gente mais preocupado - ou SÓ preocupado!! - com minha mãe do que comigo! 
Eeeeiiii! ACOOORDEM!
Tenho 40 anos e não 20! Sou totalmente ciente e decidida dos meus atos e principalmente, dos meus desejos e da minha família. 
Pago minhas contas - péra aí que vou repetir: PAGO minhas contas e NINGUÉM me ajuda. Não é minha mãe que paga a escola da Luísa, o convênio médico da Luísa, a previdência, as viagens da Luísa, as roupas, os sapatos, os brinquedos, os cinemas, os passeios...sou EU! 
Ah! E estou MUITO feliz! 
MUITO feliz mesmo!
Pronto! 

Agora não precisa mais ligar para minha mãe para perguntar se é verdade que estou grávida. E nem querer saber como ELA está!! A grávida sou eu ok, e não ela!
Serei BEM mal educada com quem me perguntar "e sua mãe?"
Obrigada e bom dia para os CHATOS também."


Comecei o dia de ontem com esse pontapé no "zóio" de qualquer pessoa que se encaixou no texto acima no Facebook.
Feio! Feio fazer isso! Feio desabafar e mandar "indiretas certeiras" por lá, mas quer saber? Me fez um beeeem!!! Só faltei escrever "vão pra puta que pariu, seu chatos!". Aí seria legal demais!
Alguém me fez o seguinte comentário: "apesar de não ter entendido o que sua mãe tem a ver com isso...". 
Pois é. Vá entender. Deve ser coisa de mãe.

Mas o que tem me irritado e muito, é que em três dias de gravidez,  algumas pessoas tem se preocupado muito com a opinião da minha mãe. Como se fosse o primeiro neto. Ou como se fosse um marido diferente. Ei! Que tal ligar pra mim? Ou que tal ligar para saber se a Luísa está feliz com isso? Que tal perguntar se eu realmente queria e estava planejando? 
Tenho a impressão de que o drama está armado. Que tal se lembrarem que uma grávida fica muito mais sensível, e que geralmente - é de bom tom -  costumamos passar boas energias à ela, e não drama! Mesmo de longe, eu acredito que energias negativas nos atingem! Tô errada? E vou mais fundo ainda: energia negativa traz doença. Portanto, "Get away from me!!"

Quando o problema é a avó da criança

Minha mãe tem um problema com crianças: ela não gosta de crianças. Luísa é sua única neta, e é claro que ela gosta da neta. Lógico! Já vi, e ouvi, várias avós dizendo que não deixam a vida de lado para cuidar de netos, que não bancam netos e que não cuidam de netos. E elas não estão erradas, na minha opinião. Cada um tem sua vida, tem suas coisas, obrigações e prazeres, e se de repente, um neto não é prazer, tudo bem. Também não deve ser também obrigação.
Mas sempre que precisei da minha mãe, tanto na minha gestação quanto depois que Luísa nasceu, e até hoje, ela sempre me acudiu. Digo acudiu no sentido de ficar com Luísa por alguma razão. Sempre. 

Mas a história - ou o problema - dela é outro. É antigo. Começou mesmo quando eu comecei a namorar o Lucas. Por que? Ah! Porque o Lucas não era o cara que ela sonhou pra mim. Coisa de mãe e a gente entende, já que cada uma pensa de um jeito. Só que aí, depois de 10 anos com ele, eu engravidei da Luísa, e minha mãe, de uma forma ou outra, aceitou tudo: minha gravidez, o Lucas, meu casamento, e a neta, claro. Quem não aceitaria uma criança lindona de cabelos cacheados? E ficou tudo bem, óbvio, como em qualquer história de mãe que não aceita namorado de filha e que um dia, se entendem. E se entendem mesmo! Lucas faz acupuntura na sogra, faz massagem na sogra, enche o saco da sogra...almoça, janta, dorme na sogra. E quer saber? Gosta muito da sogra. 

Chocando a blogosfera

-"Nossa! É o décimo filho do Lucas?"

Bom, vamos lá. Este é um assunto que nunca apareceu por aqui, porque é um assunto que para mim, mulher do Lucas, não faz a menor diferença, acredite você ou não.
Quando conheci o Lucas - na capoeira, em 82 - ele me disse que já tinha filhos:
- "Oito".
- "Oito? Como assim oito?"
- "Oito".
- "Santo Deus! E você diz isso assim, com a maior naturalidade? Oito? Não tem vergonha não?"
- "Não".
E ainda assim, me apaixonei por ele.
Estamos há 15 anos juntos, e nunca, nunca, nunquinha da silva, algum filho dele ou ex (não! não são oito ex(es) que ele tem!) me interferiram na vida. NUNCA! Nem financeiramente, nem emocionalmente, e muito menos filhadaputamente. Os filhos são todos maiores de idade e o meu contato com eles é realmente bem pouco. Uma pena, porque são pessoas muito legais.

O que me parece é que algumas pessoas não param pra falar que somos felizes. Claro que não. Não dizem "hááá, mas isso foi há no mínimo 15 anos atrás...hoje é hoje....Lucas criou juízo....". Não. Não dizem isso. Preferem dizer que o Lucas é um coelho, e aí emendam com mais "mas você conhece todos os filhos dele? e as ex(es)? e ele paga pensão pra todos?" (deviam é aproveitar e lembrar que a Páscoa está chegando e que eu tô fazendo ovos de Páscoa recheados maravilhosos pra vender, comprá-los e ajudar a criar meu segundo filho! Que tal, hein?).
Eu entendo que uma informação dessa, choca. Aaah se choca! Eu quase "caí das minhas pernas" quando fiquei sabendo. Mas então, a pergunta vir de pessoas que já sabem da minha vida, aí eu também perderei a paciência. Pra mim, o que importa é que é MEU segundo filho, e que se é o décimo dele, ainda bem que foi comigo, e não com outra, concordam?
Eu mesma não me envergonho disso, da mesma maneira que não tive vergonha de falar que lavei banheiro pela primeira vez aos 38 anos de idade. Afinal de contas, esta sou eu. A vida é minha.

Tenho certeza de que já posso escrever um livro

Para informações mais detalhadas deste caso, aguardem o lançamento do meu livro, em outubro de 2013!
Brincadeirinha!

Começando bem o dia.

E diante de tantas pessoas negativas que cruzaram meu caminho esses dias, pego Luísa na escola ontem a tarde e recebo um bilhetinho na agenda, de um amiguinho da classe da dela, dizendo assim:
PARABÉNS FERNANDA                                                                     VITOR

Isso sim é transmissão inocente de energia boa!


Observação importantíssima:
não estou, de maneira alguma, brava com minha mãe, ok?
Estou só resmungando aqui minhas chateações com pessoas que estão à minha volta.

"Pessoas negativas não enxergam soluções e aumentam seus problemas. Prefere lamentação, a Murmuração, o pessimismo. Melhor é acender o fósforo que lamentar a escuridão. Pequena é a abelha, mas produz o que de mais doce existe. Somos o que pensamos. O pensamento negativo gera energia negativa que se transforma em doença. (DR Drauzio Varela)"

Carregamento de energia ruim:
DESATIVAR!













12 comentários:

  1. Ahhhhhhhhh Fernanda, o povo sempre procurando algo de "errado" pŕa estragar momentos assim, felizes e perfeitos da vida de outras pessoas, liga não.
    Achei o máximo esse tanto de filhos, e se fosse só um como eu escolhi, as pessoas falariam da mesma forma viu? Eu não escuto tanto pq sou muito chata, as pessoas ficam com receio de falarem alguma coisa mesmo.
    Esse bilhetinho é a coisa mais fofa que vi desde qnd parei de dar aulas pra crianças, adoro!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Andrea, vc tem toda razão! e quanto ao bilhetinho, não é demais mesmo ?? hahaa..beijão pra vc!!

    ResponderExcluir
  3. Fer, adorei o texto!!!! hahahahaha
    Coisa louca!!! 10 filhos, o Lucas não é fraco não...rs
    Mas o que mais me surpreendeu foi vc só ter lavado o banheiro com 38 anos...kkkkkkkkk
    Adorei, Fer...é isso mesmo, curta e não deixe que a opinião dos outros atrapalhe sua felicidade!!!
    Ele é negro? Tem vários filhos??? E dai???????
    E o homem que vc ama e que te ama....e te faz feliz!!!! E é isso que importa!
    Te admiro, Fer.....felicidades sempre pra vcs!
    Curtam muito essa gestação...vai ser uma criança abençoada, assim como a Luisa...bjs...

    ResponderExcluir
  4. Fer, adorei o texto!!!! hahahahaha
    Coisa louca!!! 10 filhos, o Lucas não é fraco não...rs
    Mas o que mais me surpreendeu foi vc só ter lavado o banheiro com 38 anos...kkkkkkkkk
    Adorei, Fer...é isso mesmo, curta e não deixe que a opinião dos outros atrapalhe sua felicidade!!!
    Ele é negro? Tem vários filhos??? E dai???????
    E o homem que vc ama e que te ama....e te faz feliz!!!! E é isso que importa!
    Te admiro, Fer.....felicidades sempre pra vcs!
    Curtam muito essa gestação...vai ser uma criança abençoada, assim como a Luisa...bjs...

    ResponderExcluir
  5. Oi querida!
    Passando aqui pra minha visitinha semanal, pra ler as novidades e matar saudades do teu blog!
    Tenha um ótimo final de semana!
    Beijos!

    www.asosmamaenadia.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Fê! Sabe o que mais gostei no teu texto hoje? DEscobrir um pouquinho mais sobre a vida de vocês :-) É tão legal poder imaginar e saber como são as pessoas que a gente lê e acompanha todos os dias. Também sou assim, ligo o f..-se e azar de quem não gostar.

    Curta essa nova fase!

    beijo!

    ResponderExcluir
  7. Fernanda não deixa o povo encher sua paciência não.
    Impressionante como as pessoas se preocupam com a vida alheia e esquecem de cuidar da própria vida.
    O importante é que você tem um serzinha divino crescendo no seu ventre e que vai trazer ainda mais alegria para a família de vocês!
    E que legal que a Luísa tem tantos irmãos :) O importante é o amor!

    ResponderExcluir
  8. Primeiro: parabéns Fernanda! Junte-se a nós, grávidas do segundo filho, nos 40, e com um monte de gente para dar pitaco!
    Não esquenta mesmo, depois eles acostumam, arrumam outra coisa para fazer, se ocupam da vida de outra pessoa...
    E a Luísa, como tem reagido?
    Desejo que passe bem por essa fase. Aproveita cada segundinho, é bom demais. E difícil também. Mas a gente conversa sobre isso depois!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Não esquente a cabeça com essas pessoas que só sabem nos aborrecer, deixa pra lá, você está numa fase que precisa é de paz, então nada de ficar estressada.
    Beijos
    Tenha um ótimo final de semana.
    Jack
    www.meucantinhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Ih, Fe... Não liga pra essas coisas, não. Deixa entrar por um ouvido e sair pelo outro. O que importa agora é esse anjinho que vem por aí e a felicidade da família de vocês. O resto é resto!
    Bjk

    ResponderExcluir
  11. Por conta de pessoas assim, logo que minha filha nasceu, me irritei tanto que o leite secou. Aprendizado: ignorar tudo de ruim que falam e trabalhar muito para que dentro da minha casa só tenham boas energias. Gente desagradável não merece crédito!
    Siga feliz com sua família e com a bênção que é uma gravidez! ;)

    ResponderExcluir
  12. Primeira vez que eu paro para ler teu blog (confesso!). Mas fiquei encantada com tua história, tanto com teu marido quanto com tua filha. Espero que tua gravidez seja tranquila, que tenha força para superar todos esses comentários de pessoas invejosas (acho que pelo fato do décimo filho do teu marido não ser com elas..rs). Curta essa fase maravilhosa. Ah! Concordo quando falas que avó não tem que criar netos, avó tem que ser um braço direito em casos extremos, não tem que ter obrigação alguma com neto, cada um com sua responsabilidade..siga em frente e seja feliz!

    ResponderExcluir