Pesquisar este blog

domingo, 3 de abril de 2011

Carapuça serve?

Tenho dito aqui que Lulú anda extremamente grudada em mim, a ponto de me seguir no quarto, na cozinha, no terraço, no banheiro. Não sei o que é, mas não acredito ser medo. E isso, todo mundo sabe, toda MÃE sabe, acaba nos irritando.
Esta semana estive na correria, pois além de trabalhar, fiz os cupcakes do chá do Mateus. Então não tive taaaanto tempo disponível pra ela.
Ontem, sábado, foi o chá. Chegamos mais cedo, e, cada uma com sua função - a minha de ajudar na decoração da festa e finalização dos cups, e a da Lú, de procurar a tartaruga do meu tio - fomos para lados diferentes.

Resultado: também não dei atenção à ela.
Consequência: ela dormiu no meio da festinha, e eu, com a maior e melhor capapuça de mãe, fiquei com remorço o resto da noite.
Normal, né, mãezarada!

3 comentários:

  1. Nem me fale de grude, porque Bebel é um grude só!!!
    E, quando me irrito e mando ela sair, me arrependo e morro de culpa!!!
    Pense num bicho esquisito que é mãe!!!! kkkkkkkk
    Bjos!
    Juliana Almeida
    www.blogdabebel.com.br

    ResponderExcluir
  2. ah, Fer, a Isa também é super grudada em mim. às vezes, a chamo de meu chicletinho...hehehehe...bjo
    Paloma e Isa

    ResponderExcluir
  3. Lê - Dilemas de uma mãe sem manual!3 de abril de 2011 21:59

    Oi Fê! Ser mãe é se sentir eternamente culpadas mesmo! rs

    ResponderExcluir