Pesquisar este blog

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Falta organização

Depois de algum tempo me culpando por estar completamente sem paciência com a Lulú, a ponto de pensar que aquela mãe do começo, que se dedicava, que abdicava de tudo, que contava histórias, que brincava toda hora, que explicava tudinho e vivia cheia de energia para ensinar o tempo todo morreu, ou entrou em depressão, HOJE, e somente HOJE, cheguei à conclusão de que tudo o que está me faltando é ORGANIZAÇÃO.

Luísa entra às oito da manhã na escola. Eu, como uma boa preguiçosa, levanto sempre em cima da hora, e isto já é a primeira prova de desorganização aqui em casa.
Me apronto primeiro, e só depois começo a loucura:
- preparo seu leite e levo para ela, ainda na cama.
- enquanto ela bebe, coloco seu uniforme e o tênis.
- depois, já no banheiro, ajudo a escovar seus dentes.
- enquanto ela come alguma coisa na cozinha, arrumo seu cabelo, que me dá um puta trabalho.
- e então vamos para a escola.
Só que, o problema maior, é quando ela volta da escola.
Por termos que ficar na dependência da programação de trabalho do único macho da casa, não conseguimos estabelecer uma rotina ainda neste período. E só temos que ficar na dependência dele, porque ainda estamos com um único carro. Por isso o stress! Um dia voltamos direto pra casa. No outro, temos que levar o papai pro trabalho. No outro ainda, temos que ir buscá-lo e chegamos mais tarde. E quando chegamos cedo, ficamos meio perdidas dentro de casa. Luísa se apossa de mim de um jeito, que não consigo fazer absolutamente nada. Uma hora ela tá brincando no quarto, mas cinco minutos depois já me pede algo pra comer. Mais cinco minutos e quer ver tv. Mais cinco, e quer descer pra jogar. Mais cinco quer desenhar. Mais cinco quer ouvir música. E TUDO COMIGO!!!!! TUDO EU! TUDO EU! TUDO EEEEEEUUUUU!! 
Se tivéssemos uma rotina certa, como chegar da escola, tomar um lanche, brincar um pouco, tomar um banhinho, assistir um pouco de tv, jantar e dormir, pronto!! Estaria tudo resolvido.

*****
E como cheguei à esta conclusão HOJE, resolvi que mudaria isso tudo HOJE!
E o que aconteceu?
Luísa dormiu!
Cedo pra burro!
MAs pelo menos enxerguei, que o que está faltando por aqui é só ORGANIZAÇÃO!

4 comentários:

  1. Fe, aqui também percebo que rotina é necessária. O horário do marido também é flexível, também temos só um carro, também me sinto perdida de vez em quando, sem saber se viro para a direita ou para a esquerda. Sempre que consigo planejar e, principalmente, executar o planejado, meu dia flui que é uma maravilha. Boa sorte aí! E depois passa as dicas do que deu certo.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eliane R. Kobayashi de Figueiredo21 de setembro de 2012 06:36

    Oi Fer, descobri seu blog e comecei acompanhar. Muito linda sua família! Eu tenho dois filhos, a Bela de 6 anos e o Pedro de 1 ano. Eu tenho meu próprio carro, mas aqui a história é igual! Conciliar meu trabalho, dois filhos e outras atividades minha e deles é sempre um quebra cabeça. Parece que na semana não cabe toda a programação e se tenho que escolher, muitas vezes são as minhas coisas que deixo pra trás. Um erro! Com certeza acho que organização é tudo. Sempre é importante um planejamento. Mas não aquele muito rígido que vá nos stressar por não conseguir cumprir, mas aquele que nos ajuda a com antecedência estudar a melhor opção e se caso precisamos mudar, temos às vezes uma opção na manga.O que vejo é que se tratando de família, tudo acontece igual, mas em endereços diferentes!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso é o que me consola Eliane! Que só mudam os endereços! beijão e adorei saber que você tá me acompanhando. Precisávamos nos encontrar para juntar as crianças, que tal?

      Excluir
  3. Dei uma sumida dos blogs e fazia tempo que não lia o seu... e lendo alguns posts do seu arquivo, estou me enxergando, nossa! a Luísa é mais velha que a Bia (que tem 3 anos) mas sempre tive com a Bia esse "problema" do grude. Ela sempre brincou muito pouco sozinha, quer minha companhia pra tudo (algumas vezes serve outra pessoa, mas nem sempre - e poucas vezes tenho outra pessoa comigo). Eu já tive mais paciência, mas atualmente estou cansada demais pra aguentar isso... e claro que me sinto super mal. Meu filho mais novo, de um ano e meio, é bravo e chorão mas brinca sozinho quando está bonzinho, me cansa menos do que ela... ela tem essas de querer fazer tudo e na hora que começa a fazer já desiste, pede pra contar história e na segunda linha já sai de perto, armo o maior circo pra ela brincar com tinta e ela nem brinca, e se deixar assiste dvd o dia inteiro... e sempre choramingando "mamãe, fica aqui comigo"... eu não sei mais o que fazer, já tentei me dedicar exclusivamente a ela por um tempo pra ver se satisfazia a vontade dela e tinha algum sossego depois, mas parece que aí sim ela não quer desgrudar... já tentei ficar meio de longe e ela fica perdida dentro de casa, só me chamando, pedindo mil coisas... mesmo quando saímos pra brincar (que sei que faz bastante diferença no tédio de ficar em casa) a coisa não melhora... Fico mais conformada que isso não acontece só aqui, mas continuo sem saber o que fazer... ando me irritando muito e sei que ela sai bastante prejudicada com isso...

    ResponderExcluir